Sobre Expectativas



Pois é, flopou...⠀
Ele não teve um milhão de páginas lidas em um mês, não ficou em primeiro lugar de mais vendidos na Amazon, não ganhou selo de mais vendido na categoria, entrou e saiu da lista dos 100 mais vendidos em menos de uma semana, não teve mais do que 5 avaliações positivas...⠀
Em contrapartida, as leitoras encheram as redes sociais de mensagens positivas, várias pessoas compartilharam o lançamento, blogueiros de várias cidades fizeram resenhas maravilhosas, a tia ligou dizendo que gostaria muito de ler o livro...⠀
E então, será que flopar só tem lado ruim? Em relação a números, não há motivo para negar, talvez o retorno financeiro desse livro mal pagou a revisão. Todavia, as expectativas subjetivas e a aceitação do público... gente, um parente ligou para saber do livro. Se isso não é sucesso, não sei mais o que é!⠀
Brincadeiras a parte, tomo cuidado ao rotular meus lançamentos como sucessos e fracassos. Comparar só é útil quando virar estatística e discutir métricas, fora isso, cada lançamento é único. ⠀
Flopar faz parte, ainda mais quando optei escrever livros diferentes, com temáticas diferentes e públicos diferentes. Não deu certo nesse, faço diferente no próximo, desistir nunca foi uma opção.⠀
No mais, sempre é possível mudar estratégias e apresentar seu trabalho de uma forma diferente para que ele atinja o máximo do seu potencial. Flopar pode ser o empurrãozinho necessário para fazer diferente, sem o peso do fracasso acompanhar.⠀
FLOPAR FAZ PARTE

Autora Mari Sales

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Novidades